Transições

15:00

Imagem via
É engraçada essa tal história de crescer né? Sei lá, sempre achei que todo mundo ao nosso redor vai reparando assim "ah, ela cresceu" e aí agiriam com a gente dessa mesma forma, como se cada um recebesse uma espécie de manual para como tratar as pessoas que vimos crescer, sabe? É que chega uma hora que não é mais legal apertar as bochechas em público (aliás, isso nunca foi legal), nem deixar na porta da escola ou ainda soltar um clássico "para mim, você nunca cresceu"

Quando vamos fazendo transições entre frases de vida, queremos que nos enxerguem como tal. Se saímos da fase criança e nos tornamos adolescentes, achamos que devemos ter algumas regalias da vida: sair sem supervisão, ir para a escola sozinho, dormir na casa dos amigos e por aí vai.

E quando, teoricamente, viramos adultos? Segundo a lei, somos responsáveis pelos nossos atos a partir dos 18 anos. Mas e para quem nos viu crescer, quando é que viramos adultos? Acho que essa fase é ainda pior do que a anterior, sem sombra de dúvida. 

Imagem via

Sentem dificuldade em nos deixar ir, em nos deixar esvaziar o ninho. Acho que é complicado aceitar que aquele ser que era tão indefeso é capaz, hoje, de traçar seu caminho com certeza e, por que não dizer, sabedoria. Acho que se afligem porque não querem acreditar que nós, com nossos 18 ou 20 anos, já sabemos o que queremos, os nossos gostos e que não precisam mais nos empurrar brócolis goela abaixo porque nós simplesmente já podemos escolher o que não queremos e, principalmente, o que queremos. 

Chega uma hora que o passarinho tem que voar. Mesmo que ele ainda volte para o ninho dos pais durante um tempo, ele não deve ser impedido de fazer voos de teste, até se sentir pronto (ou que as condições estejam ao seu favor) para que ele voe só e siga seu rumo sozinho.

You Might Also Like

0 comentários

Seu comentário é muito bem vindo! A moderação serve apenas para que eu leia todos os comentários que cheguem para o blog.

Obrigada pela visita! :)