Pessoal

São as águas de março fechando o verão

21:14




Não tem nem um mês redondinho que as minhas aulas voltaram e eu preciso dizer: estou me afogando no meio de tantos números. Esse paragrafo que escrevo é só para avisar (a quem quer que seja que esteja lendo isso) é que, apesar disso tudo, ainda estou viva. Mas é que anda me faltando tempo para acessar a internet e isso atrapalha muito o meu processo criativo. 

Como assim? Simples. É que passo horas (durante as férias) lendo vários outros blogs e vendo várias imagens pelo we heart it da vida. E a equação (cata só a cê-dê-éfê falando) é simples: tempo pesquisando temas interessantes = tempo criando posts novos. Colocando o zero em qualquer um dos lados da igualdade, o outro tem que ser 0 também. 

A semana de provas está se aproximando e minha tensão tende a aumentar ainda mais. Mas são só as águas de março fechando o verão e me dizendo que acabou temporada praia - cinema - shows até o final do ano e me fazendo correr atrás do meu futuro (que eu espero que seja ótimo). 

Só continuo esperando que a sorte esteja comigo. 


p.s.: Pra não perder o costume, vou deixar a música que entitula o post. 

Pessoal

Ciao!

19:00


A palavra que dá título a esse post é uma saudação em italiano que poderia significar como um olá. Foi isso que eu aprendi (e mais algumas coisas básicas) na minha primeira semana de curso e tenho que dizer: estou amando!

Desde que conclui o meu primeiro curso de língua estrangeira (o bom e útil inglês) em 2013, coloquei na minha cabeça que eu tinha que aprender outro idioma porque é uma atividade que me liberta. 

Se tem uma coisa que eu descobri que amo fazer é aprender outras línguas. Coisa que para muita gente é desconfortável porque temos que sair da nossa zona de conforto das conjugações verbais corretas, sotaques, pronuncias, sílabas tônicas, dentre outras coisas, para mim é o maior prazer. O prazer de aprender pequenas expressões cotidianas até a construção de redações em uma língua que não é o meu idioma materno é libertador e não um fardo. 

Mas Érica, por que Italiano? Essa pergunta foi a que eu mais ouvi entre meus amigos e parentes que souberam que eu ia começar as aulas. A resposta é simples: Sou apaixonada pelo pedaço significativo da história da humanidade que se passou nesse país em forma de bota (Roma e o Vaticano, galera!!!!). 

A verdade é que eu quero através desse texto, incentivar as pessoas que começaram seus cursos de idiomas - por obrigação. A ideia é não se sentir forçado a tal coisa e, sim, se sentir impulsionado para fazer aquilo: seja por motivo de realização pessoal ou profissional. Sair da zona de conforto é sim muito bom e muitas vezes nem nos damos conta disso. 

Na verdade, quero dizer  também que estou ainda mais encantada com a escolha que fiz e em breve espero partilhar mais aventuras por aqui. 

Texto

Amem as mulheres reais

19:17


É fácil amar todas as mulheres durante um dia só. É fácil escrever textos e espalhar pelos quatro cantos da internet o quanto admira todas essas que o cercam. É fácil amar aquelas mulheres de salto alto, de olhos delineados e bolsas reluzindo de novas. 

Simples é sair por aí, distribuindo rosas e bombons só para mostrar que aprecia a delicadeza feminina pelo menos um dia em 365. Acredito que mais simples ainda é criar aqueles cartões bregas e postar no Facebook e marcar todas as mulheres, alguma das quais, não se troca nem um bom dia no decorrer da semana. 

É fácil se amar sendo mulher um dia só, enquanto todos a paparicam, exaltam suas qualidades, elogiam seu sorriso. É fácil dizer #whoruntheworld ao menos uma vez no ano e dizer que está feliz quando ganha uma cesta de café da manhã num domingo. 

É tranquilo estar se amando quando a TPM não bateu na porta, quando a cobrança no trabalho não é redobrada só porque estão exigindo isso de uma moça. Como não se adorar quando não se ouve de um professor de cálculo menosprezando sua capacidade de raciocínio lógico em prol dos garotos da sua sala? 

Nesse oitavo dia de março, eu peço que você aprenda a amar em dias que o batom não tem a cor certa, em dias que a lágrima tem vida própria ou quando há uma crise porque alguns quilos foram ganhos no ultimo mês. Peço que você ame e entenda, sem críticas duras, a todas nós. Muitas vezes temos fardos maiores que imaginam e não o expomos até o momento que sentamos no cantinho e deixamos a lágrima de frustração escorrer. 

Peço também a vocês, mulheres como eu, que amem os seus reflexos, que encanem menos com a balança, que não temam em ousar no novo corte de cabelo. Não se deixem abater pelas buzinadas quando estiver dirigindo, engrene a primeira marcha e saia andando devagarinho e não tenham medo de fazer a conta de multiplicação nos dedos, se esse é o método que lhe dá certeza do seu resultado. Afinal, só nós sabemos a dor e a beleza de sermos o que somos e devemos nos amar cada dia mais por isso.  

Música

Aperta o play: Covers

15:00


Se existe uma coisa que eu amo fazer nessa vida é procurar por covers (obrigada, Youtube). Tem tanta gente talentosa por esse mundo que eu fico realmente impressionada com que eles podem fazer: desde mashups (que são aquelas uniões entre duas músicas), até covers gravados em quartos bagunçados mostrando vozes extremamente potentes. 

Muitas músicas ficaram famosas nas suas versões covers e nós nem sabemos. Eu, na verdade, prefiro procurar essas versões de músicas que já ficaram conhecidas no seu original porque dá pra sentir a diferença entre os talentos, as versões, as leituras. 

Hoje é dia de trazer essa galera que lança esse tipo de trabalho pela internet. São 5 versões de músicas bem legais e que me deixam na dúvida entre o que é o mais legal: Original ou o cover?


Sugar - Sam Tsui 



Mirrors - Boyce Avenue e Fifth Harmony


Bang Bang - Max, Sam Tsui e Kurt Schneider



Summertime Sadness - Miley Cyrus



Boom Clap - Charli XCX


Vocês tem algum cover bacanudo pra me indicar?


Utilidades

Cinco links para: Ajudar na organização

20:00


Um dos meus maiores passatempos nesses últimos dois meses foi navegar na internet em busca de dicas para organização pessoal. Eu sempre tive agendas mas, comecei a perceber que precisava de algo mais para me ajudar nessa correria de vida de universidade. Além do mais, esse ano eu comecei o italiano (sonho da vida toda), vou começar a dar aulas, me inscrevi pra empresa Jr. da faculdade além das aulas. Pra eu dar conta disso tudo, arrumei umas coisas bem legais para me ajudar. 

Achei TANTAS coisas úteis que resolvi compartilhar aqui. Vou tentar usar todos esses recursos, quem sabe no decorrer do semestre eu esteja inteira e venha aqui contar como as coisas tão indo.... 


Que a sorte esteja ao meu favor nesse semestee