Por um WWW responsável

01:07



Um login, uma senha. Outro login, outra senha. Alguns termos em inglês, outros termos transformados para a língua portuguesa. O update virou o "upar", damos umas "twitadas", "heartamos" fotos por aí. O que seria de grande parte da minha geração se não fosse essa tal da dona Internet? 

Minha mãe conta das dificuldades que tinha para fazer os trabalhos escolares e do trabalhão que dava para conseguir informações úteis. Meu pai diz que tinha que ir nos órgãos públicos ao menos duas vezes: uma para se informar do que era preciso e a outra para levar a documentação. Hoje, basta uns cliques, umas batidas no teclado do computador e a informação (e até mesmo alguns procedimentos) são estão ali, no conforto do lar. 

Eles dizem que sou da primeira, de muitas gerações que serão beneficiadas com isso. Não posso negar. Olha só onde eu estou agora, por exemplo: digitando um texto que vou jogar na rede para que pessoas desconhecidas possam saber da minha opinião sobre um assunto qualquer. 

Hoje posso ter uma voz, ainda que mínima, para poder espalhar aos quatro ventos o que eu penso, como eu me posiciono sobre o que me cerca. Coisa que até outro dia só um diário ou uma boa professora de redação pudesse ter conhecimento. 

Acredito sim que temos uma arma de informação em massa nas nossas mãos. Acredito que a criação de conteúdo agora é sorte de muitos, afinal, só precisa criar uma conta em alguma plataforma para blogs ou ainda criar longos textos nas redes sociais. A única coisa que eu acho que deveríamos ser um pouco mais cuidadosos é na hora de criar o conteúdo: dar créditos a alguém que nos inspirou, pesquisar para ver se não nos enganamos a cerca de algo, fazer correções, analisar possíveis interpretações para por fim, termos certeza do que queremos "disparar" pela web. 

Esse texto é então para pedir que criem conteúdos mais pensados, menos reproduzidos e mais responsáveis. Os impactos que podemos criar ao lançar qualquer coisa pela internet podem ser enormes e queremos levar coisas boas para o resto do mundo, não é mesmo? 



You Might Also Like

3 comentários

  1. Que as pessoas possam refletir mais sobre a utilização da net. :)
    Ah, imagino na época dos anos 70, 80, 90 e antes sobre a dificuldade pra fazer trabalhos e tudo mais, somos uma geração bem sortuda, só que devemos aprender a usar bem! :D
    Beijo, Min - http://www.yasminbueno.com

    ResponderExcluir
  2. Adorei o texto!! As pessoas precisam ser mais conscientes na hora de espalhar conteúdos pela net a fora. Bjssss

    ResponderExcluir
  3. A facilidade que a internet trouxe é inegável. Lembro que quando eu era criança - o que não faz taaanto tempo assim - ainda ia à biblioteca para pesquisar uma coisa simples que hoje pesquiso do celular mesmo hhahahaha E você tem razão quando fala do uso consciente da internet. O mais incrível é que estamos tão habituados e ela que não reparamos que inúmeras pessoas continuam sem acesso a este instrumento, mesmo hoje em dia. Acho que isto só aumenta a nossa responsabilidade em relação ao que publicamos. Devemos não somente buscar compreender o que publicamos como buscar fazer algo melhor pelas pessoas

    ResponderExcluir

Seu comentário é muito bem vindo! A moderação serve apenas para que eu leia todos os comentários que cheguem para o blog.

Obrigada pela visita! :)